TODA A VERDADE SOBRE A ÁREA 51 – TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO #30

🔔 Ative agora o ícone do sino para receber todas as atualizações do canal! 🔔

Hoje vamos falar da área 51, a mais bem guardada base de testes e pesquisa norte-americana que guarda tecnologia alienígena e autópsias de aliens!

As placas do cenário são uma cortesia da #LEGIÃONERD
Peça a sua! http://www.legiaonerd.com.br

Seja SÓCIO DO QU4TROCOISAS, Contribua e participe de SORTEIOS

http://www.patreon.com/qu4trocoisas
https://apoia.se/qu4trocoisas

⚡VISITE http://www.qu4trocoisas.com.br
⚡CURTA: http://Facebook.com.br/qu4trocoisas
⚡SIGA: http://twitter.com/Pablo_Peixoto
⚡ACOMPANHE: http://www.instagram.com/qu4trocoisas

Área 51 é um dos nomes atribuídos à área militar restrita no deserto de Nevada, próxima ao Groom Lake, Estados Unidos.

É uma área tão secreta que o governo norte-americano só admitiu sua existência oficial em 1994, e ainda assim com muitas restrições.

É um dos locais de testes militares mais bem protegidos do planeta. Cercas e placas alertam que, a partir de determinado ponto, é proibido passar.

Muito provável que seja uma das bases de testes aéreos mais sigilosas do planeta, mas é conhecida mundialmente por uma série de acontecimentos ocorridos na década de 1970, em que ocorreu um envolvimento e contato do exército americano com extraterrestres.

Autópsias secretas, discos voadores e testes bizarros são realizados lá dentro. O local já foi até explorado em filmes de Hollywood, documentários e animações.

Imagens do Google Earth puderam mostrar mais sobre o complexo. A pista de pouso do local foi construída na década de 1990 e a Área 51 faz divisa com o Nevada Test Site, local de testes nucleares.

A Montanha Yucca, depósito nuclear, fica aproximadamente a 64 quilômetros a sudoeste do Groom Lake.
A área 51 é uma das principais base secretas de pesquisas de armas nucleares, bacteriológicas, químicas, hidrogênicas entre outros tipos de armas secretas, existem outras ainda não admitidas pelo governo dos Estados Unidos

A Base possui um ótimo sistema informatizado, melhor até do que o do pentágono e um sistema quase impenetrável de Bunker, com blindagem para suportar um cataclisma apocalíptico.

Nos seus corredores subterrâneos um sistemas de paredes que não permitem objetos transmissores seja em bluetooth, infravermelho, rádio frequência.

O acesso a base é amplamente restrito e para entrar lá são usados leitores de impressões digitais, leitores biométricos-ópticos entre outros.

O IS, Sistema informatizado, é composto por computadores de última geração que são controlados por um gigantesco computador central que, apenas, cerca de 6 homens de alta patente sabem onde está localizado.

Hackers não conseguem penetrar nunca no sistema, pois ele funciona em dois modos, os computadores que são destinados as pesquisas disponíveis na internet operam com um ótimo sistema de proteção, já a outra grande parte dos dados não está em rede.

Uma das principais entradas para o complexo subterrâneo fica em um hangar, lá existe uma grande porta anti-nuclear com uma grande inscrição GATE 03, essa também possui um painel de segurança que envolve letras de A a Z, cinco cores e dez números.

Depois de digitar a senha o portão se abre e leva para um grande elevador e sua descida é íngreme. Após descer, o elevador termina em um grande salão onde tem acesso a quase todas as partes do complexo.

Há inúmeras conspirações, sobre a Área 51 pois é uma estratégica do governo norte-americano, para difamar as reais atividades, e nunca se obter a real função do local.

A base é uma instituição militar secreta, que tem uma série de homens trabalhando, geralmente engenheiros aeronáuticos, biólogos, Interpretes, psicólogos, cientistas em geral, para desenvolver as armas mais avançadas.

A parte subterrânea funciona como um bunker, fica a estrutura que suporta os impactos que a base ocasionalmente poderia sofrer. Para testes de tecnologias ultrassecretas, é o ambiente perfeito.

Desde o estabelecimento da Área 51, algumas pessoas confirmaram ter visto estranhos objetos sobrevoando seu espaço aéreo e arredores, mas as autoridades sempre negaram os fatos.

Contudo, um de seus próprios funcionários declararam que na base, além de projetos militares avançados que usam tecnologia alienígena ativamente, discos voadores genuinamente extraterrestres também são objetos de estudo.

As naves, resgatadas intactas ou em acidentes, eram consertadas ou reconstruídas em Dreamland e depois submetidas à prova por pilotos de testes.

Foi o próprio físico Robert Bob Lazar quem fez tal afirmação, sendo seguido por vários outros ex-funcionários das instalações de Groom Lake.
Lazar informou que o governo norte-americano estava pesquisando nada menos que nove discos voadores na Área 51, e tentava adaptar sua tecnologia em projetos terrestres, com o uso da chamada engenharia reversa.

Por suas declarações, ele e sua mulher receberam várias ameaças de morte.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*